Carreira

Queda dos juros e nova lei trabalhista podem acelerar crescimento do emprego, diz presidente da ACSP

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, analisa o terceiro mês consecutivo de geração positiva de emprego formal, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

“A agropecuária saiu na frente novamente, criando sozinha mais de 36 vagas formais. Já outros setores aguardam a queda dos juros e a implementação das novas leis trabalhistas para contratarem nos próximos meses”, diz Burti.

Embora seja o terceiro resultado positivo seguido, o presidente alerta que ocorreu um arrefecimento do emprego, pois em abril, maio e junho foram criadas, respectivamente, 59.856, 34.254 e 9.821 vagas com carteira assinada. “Essa situação pode estar associada à crise política, que pode ter afetado a confiança do empresariado”, completa.

Apesar dessa situação, Burti diz que as expectativas para a retomada do emprego devem seguir positivas e engrenando a economia.


Compartilhe!